sexta-feira, 13 de abril de 2018

Você é um homem ansioso?


A ansiedade é a expectativa de uma ameaça futura caracterizada pelo sentimento de desconforto, em conjunto com a preocupação excessiva e também do medo.

Ela é um termo genérico para várias doenças que causam nervosismo, medo, apreensão e preocupação.

E quando a ansiedade se transforma é intensa, é capaz de debilitar o indivíduo, proporcionando sérios impactos negativos sobre sua vida no dia a dia, limitando ou impedindo suas escolhas.

Não é por acaso que ela é considerada o mal do século e de acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), o Brasil é o país mais ansioso do mundo.

Riscos da ansiedade


Níveis altos de ansiedade podem afetar negativamente sua saúde.

Segundo pesquisas, pessoas ansiosas têm mais riscos de desenvolver algum problema cardíaco. A resposta pra isso é que durante a crise de ansiedade, o paciente acaba tendo baixa de serotonina – neurotransmissor responsável pelas reações de prazer e bem-estar –, ocasionando diversos sintomas como a aceleração dos batimentos cardíacos, em uma resposta corporal às emoções intensas durante a crise.

Além disso, com a crise de ansiedade aumenta a produção de hormônios como cortisol e adrenalina, diminuindo o calibre das artérias, o que pode levar ao infarto ou ao AVC.

A ansiedade também pode afetar o sexo. Por isso, para o homem que busca como evitar ejaculação precoce é muito importante saber controlar a ansiedade.

A ansiedade também pode causar a impotência sexual e pode acabar de vez com a libido.

Sinais de ansiedade


1- Problemas com o sono


A ansiedade pode afetar o seu sono e tornar as pessoas mais cansadas e sonolentas durante o dia.

A dificuldade para pegar no sono ou para manter um sono de qualidade passa a ser mais frequente e intensa, podendo causar irritabilidade, sonolência durante o dia e dificuldade de concentração.

2- Pânico


Níveis altos de ansiedade pode causar ataques de pânico.

Você sente uma súbita sensação de medo tomar conta do seu corpo por minutos, a ponto de comprometer sua respiração, acelerar os batimentos cardíacos, suor excessivo, fraqueza, tonturas, dores no peito e sensação de calor ou frio.

Mas vale alertar que nem todo mundo que tem um ataque de pânico tem um transtorno de ansiedade.

Veja o vídeo abaixo que fala um pouco mais sobre esse problema:


3- Preocupação excessiva


Um dos primeiros sinais do transtorno da ansiedade é a preocupação excessiva. Não interessa se é uma coisa grande, média ou pequena, se você têm uma preocupação excessiva de coisas cotidianas, pode ser que você esteja sofrendo de transtorno de ansiedade.

4- Perfeccionismo


Outro sinal muito corriqueiro de quem sofre de transtorno de ansiedade é ter um comportamento perfeccionista.

Entenda que o perfeccionismo é um distúrbio neurótico no qual a pessoa sente constante insatisfação com seu desempenho e dúvidas sobre a qualidade de seu trabalho, levando o indivíduo a escrupulosidade, verificações de pormenores, prudência e rigidez excessivas prejudicando a sua pontualidade e eficiência.

Como tratar a ansiedade?


A melhor maneira de tratar a ansiedade é com ajuda médica. Somente um profissional qualificado pode lhe passar o melhor roteiro para acabar com esse perigoso problema.

De antemão, atitudes como praticar regularmente atividade física e ter uma alimentação equilibrada é crucial para combater as crises de ansiedade.

A meditação também pode ser uma ótima aliada contra esse problema. Neurocientistas já comprovaram que a prática de meditação contribui para aumentar a região do córtex pré-frontal esquerdo, região responsável pelo sentimento de felicidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário